Paraquedismo

No paraquedismo, a queda livre é a principal actividade, servindo os pára-quedas apenas para aterrar em segurança e o mais rápido possível...

Até há pouco tempo o Paraquedismo era visto apenas como actividade militar, no entanto a prática desta modalidade está a atrair cada vez mais os adeptos civis, e hoje, são milhares os entusiastas em todo o Mundo. A sua crescente adesão tem levado a um constante aperfeiçoamento das técnicas e equipamentos utilizados na prática do Paraquedismo Desportivo, resultando num elevado factor de segurança para quem o pratica.

No Paraquedismo, a queda livre é a principal actividade, servindo os pára-quedas apenas para aterrar em segurança e o mais rápido possível. Num salto de queda livre (ou abertura manual) o paraquedista sai do avião de uma altura habitualmente entre os 3.000 e os 4.000 metros, abrindo o pára-quedas a cerca de 900 metros do solo. Neste espaço, que dura cerca de 45 a 60 segundos o paraquedista voa a uma velocidade vertical na ordem dos 190 Km/hora podendo através da mudança do corpo efectuar diversos movimentos em todos os sentidos e aumentar a velocidade vertical.

Outro estilo de salto é o de abertura automática (o pára-quedas é aberto por uma tira extractora sem a intervenção do paraquedista), também chamada de linha estática. Assim que o paraquedista salta do avião, o pára-quedas abre-se automaticamente. Este salto efectua-se a uma altitude de cerca de 1.200 metros.
Mais recentemente apareceu o Sky Surf que consiste em saltar para o espaço com uma pequena prancha tipo Snowboard, permitindo surfar no ar antes da abertura do pára-quedas.

A adesão incessante a esta modalidade nos últimos tempos cativou o aparecimento de outros estilos dentro desta modalidade, como, o Salto Tandem e o Wing-Fly.

TOP